Histórico

A história do Sindicato dos Empregados no Comércio de Belo Horizonte e Região Metropolitana está ligada diretamente a história da capital mineira e a história do sindicalismo no Brasil. É uma das entidades de trabalhadores mais antigas do país. Foi fundada em 11 de junho de 1925.

Surgia, nesta data, a "União dos Empregados no Comércio de Belo Horizonte", formada por um grupo de abnegados comerciários que acreditavam na união da categoria e na defesa de seus direitos, contra a exploração dos patrões. O reconhecimento da entidade, como sindicato, pelo Ministério do Trabalho, só veio a acontecer em 5 de dezembro de 1941.

A partir do reconhecimento como sindicato, aumentaram as reivindicações dos comerciários da capital mineira com melhoria de qualidade na representação perante os patrões.

Desde essa época, o Sindicato dos Comerciários vem desenvolvendo intensa luta para os comerciários em geral, aumentando e diversificando a cada dia os benefícios aos associados, tanto na área jurídica e social quanto na área do lazer, que é fundamental a qualquer categoria de trabalhadores.

O Sindicato dos Comerciários conta hoje com uma estrutura sindical sólida, em ampla sede própria, com atendimento jurídico e médico-dentário, departamento de Saúde Mental e clínicas de Radiologia, Fisioterapia e Ultra-sonografia. Para o lazer, o clube campestre em São José da Lapa e a Colônia de Férias na praia de Jacaraípe, no Espírito Santo. 

Embora a prestação de serviços não seja específica de um sindicato, no Sindicato dos Comerciários esse atendimento é uma tradição.

O compromisso de valorizar o associado e seus dependentes, proporcionando uma efetiva luta por melhores salários, assistência jurídica, atendimento médico-odontológico e lazer, vem destacando o Sindicato como uma das entidades de trabalhadores mais combativas, atuantes e respeitadas da América Latina.