Desafios do movimento sindical

22/12/2016

A Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED) mostra que, em junho de 2016, a taxa de desemprego total nas regiões  metropolitanas permanece em patamares muito elevados. Na Região Metropolitana de São Paulo: a taxa é de 17,6% e  contingente de desempregados foi estimado em 1 milhão e 990 mil pessoas.

Entre maio de 2015 e de 2016, o rendimento médio real dos trabalhadores ocupados decresceu em todas essas capitais pesquisadas pelo DIEESE.

Em julho de 2016 que o valor do Salário Mínimo Necessário para a manutenção de uma família de quatro pessoas deveria equivaler a R$ 3.992,75, ou 4,54 vezes o salário mínimo nacional em vigor, de R$ 880,00.

Em comparação com junho de 2015, a indústria recuou 6,0%. É a 28ª taxa negativa consecutiva nesse tipo de comparação.

A dívida pública bruta no Brasil alcançou R$ 4,1 trilhões em junho, cerca de 68,5% do PIB, praticamente estável em relação ao mês anterior.

O PIB teve variação negativa de 0,3% na comparação entre o primeiro trimestre de 2016 e o quarto trimestre de 2015. Foi o quinto trimestre seguido de contração.

Entre outubro de 2014 e agosto de 2015, os juros básicos foram elevados de 11,00 a 14,25% ao ano.

Neste conturbado ano de 2016, diversos projetos e  propostas de alterações nas relações de trabalho, no manejo das contas públicas e nas oportunidades de negócios privados têm sido anunciadas pelo governo interino e entidades patronais. Às investidas governamentais que visam precarizar ainda mais as condições de trabalho dos brasileiros somam-se as propostas das entidades patronais, propugnando generalização da terceirização, pelo arrocho salarial e pelo ataque aos direitos trabalhistas da Consolidação das Leis do Trabalho, como férias, 13º salário e Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Estes dados preocupantes  devem nos manter alertas e mobilizados. 2017 será um ano de duros e difíceis embates e o Sindicato dos Comerciários está preparado para lutar de maneira incansável em defesa dos direitos dos trabalhadores. 

Fonte: Bic 467 - Dezembro/2016