Movimento sindical

22/12/2016

Dirigentes sindicais comerciários de todo o país reuniram-se em  Florianópolis, Santa Catarina, entre os dias 23 e 25 de novembro, na 4ª Plenária Nacional dos Dirigentes Sindicais Comerciários da UGT.

 

A Plenária debateu  os principais temas de grande interesse da categoria, como o avanço do comércio eletrônico, o que ameaça aos empregos do setor.

 

Na mesa de abertura estiveram presentes Ricardo Patah, presidente nacional da UGT, Waldemar Schulz (Mazinho), presidente da UGT-SC,  Levi Fernandes Pinto, presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC), José Cloves Rodrigues, secretário nacional do Comércio da UGT, Gustavo Triani, diretor Regional da Uniamericas, Santa Regina Pessotti Zagretti, secretária nacional da Mulher da UGT, José Gonzaga da Cruz, secretário nacional do comerciário, Luiz Carlos Motta, presidente da UGT-SP e da Federação dos Empregados no Comércio de SP, Vicente da Silva, presidente da Federação dos Comerciários do Paraná, Márcio Fatel, presidente da Federação dos Comerciários da Bahia, José Francisco Pantoja, presidente da Federação dos Comerciários do Pará e Severino Ramos, vice-presidente nacional da UGT.

 

Após três dias de intensos debates, a Plenária aprovou a “Carta de Florianópolis”, que é fruto de todo o processo de discussão em torno dos problemas apontados durante as palestras e apresentações que foram ministradas.

 

A carta aponta bandeiras nacionais de unidade e luta em defesa dos direitos dos trabalhadores, de acompanhamento sistemático das tendências de desenvolvimento tecnológico que envolvam diretamente o setor, como o comércio eletrônico, questões que dizem respeito a organização dos trabalhadores, sua representação pelos sindicatos dos comerciários e a defesa dos direitos previdenciários e trabalhistas dos comerciários. 

 

Fonte: Bic 467 - Dezembro/2016