Novembro Azul

Próstata

A próstata é uma glândula que só o homem possui e que se localiza na parte baixa do abdômen. Ela é um órgão muito pequeno, tem a forma de maçã e se situa logo abaixo da bexiga e à frente do reto. A próstata envolve a porção inicial da uretra, tubo pelo qual a urina armazenada na bexiga é eliminada. A próstata produz parte do sêmen, líquido espesso que contém os espermatozoides, liberado durante o ato sexual.

Câncer de Prostáta

Surge quando as células da próstata se dividem e se multiplicam de forma rápida e desordenada, podendo ou não causar o aumento da próstata. Estas células podem se espalhar a partir da próstata em direção a outras partes do corpo, especialmente ossos e linfonodos.

Sintomas

Em sua fase inicial, o câncer da próstata tem evolução silenciosa. Muitos pacientes não apresentam nenhum sintoma ou, quando apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata: dificuldade de urinar, aumento da frequência urinária, dificuldade de ereção e sangramento na uretra. Na fase avançada pode provocar dor óssea, quando mais grave, infecção generalizada ou insuficiência renal.

Fatores de Risco

A idade é um fator de risco impor tante para o câncer de próstata, uma vez que tanto a incidência como a mortalidade aumentam significativamente após os 50 anos.  Descendentes de negros ou homens com parentes de primeiro grau portadores de câncer de próstata antes dos 65 anos apresentam risco mais elevado de desenvolver a doença, podendo refletir tanto fatores genéticos e hereditários, quanto hábitos alimentares ou estilo de vida de risco de algumas famílias.

Prevenção

 

Já está comprovado que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer, como também de outras doenças crônicas não-transmissíveis. Nesse sentido, outros hábitos saudáveis também são recomendados, como fazer, no mínimo, 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

Diagnóstico

O câncer de próstata pode ser diagnosticado por meio de exame físico (toque retal), laboratorial (dosagem do PSA) e ultrassonografia. Caso sejam constatados aumento da glândula ou PSA alterado, deve ser realizada uma biópsia para averiguar a presença de um tumor e se ele é maligno. Caso positivo, o paciente precisa ser submetido a outros exames laboratoriais para se determinar seu tamanho, a presença ou não de metástases e o melhor tratamento. Por isto a importância de procurar acompanhamento médico. O diagnóstico precoce da doença aumenta as chances de cura da doença.

Atenção: Resultados de PSA e toque retal alterados são relativamente comuns e podem gerar muita angústia, mas não são suficientes para estabelecer o diagnóstico de câncer de próstata, por isto, é indispensável acompanhamento médico detalhado e criterioso!

Tratamento

O tratamento depende do tamanho e da classificação do tumor, assim como da idade do paciente. Para doença localizada pode incluir prostatectomia radical (remoção cirúrgica da próstata), radioterapia, hormonoterapia, uso de medicamentos ou a combinação destes. Para os pacientes idosos com tumor de evolução lenta o acompanhamento clínico menos invasivo é uma opção que pode ser considerada.

A escolha do tratamento mais adequado deve ser individualizada e definida após discutir os riscos e benefícios do tratamento com o médico.

Fonte:

Instituto Nacional do Câncer: http://www.inca.gov.br
Instituto Mario Penna: http://www.mariopenna.org.br
Dr. Drauzio Varella: http://drauziovarella.com.br/cancer/cancer-de-prostata/